Fascite Plantar e Esporão de Calcâneo

Fascite plantar é a causa mais comum de dor na parte inferior do calcanhar. Aproximadamente 2 milhões de pacientes com esta condição são tratados a cada ano.

Anatomia

A fascite plantar ocorre quando o tecido que suporta o arco do pé torna-se irritado e inflamado. A fáscia plantar é um ligamento longo e fino que localiza-se diretamente sob a pele na parte inferior do pé. Ela conecta o calcanhar com a frente de pé, e suporta o arco do pé.

A fáscia plantar é projetada para absorver as altas tensões e deformações a quais nossos pés são submetidos diariamente. Muitas vezes, pressão demasiada causa danos aos tecidos. A resposta natural do corpo a uma lesão é a inflamação, o que resulta em dor no calcanhar e rigidez da fascite plantar.

Untitled

Fatores de Risco

Na maioria dos casos, fascite plantar desenvolve-se sem um motivo específico e identificável. Há, no entanto, muitos fatores que podem nos tornar mais propensos à condição:

  • Músculos da panturrilha mais rígidos que tornam difícil a flexão do pé e trazer os dedos dos pés em direção à canela
  • Sobrepeso
  • Arco plantar muito alto
  • Atividade de impacto repetitivo (corrida / esportes)
  • Atividade nova ou aumentada

Esporão de Calcâneo

Embora muitas pessoas com fascite plantar tenham esporão de calcâneo, ele não é a causa da dor na fascite plantar. Uma em cada 10 pessoas têm esporão de calcâneo, mas apenas 1 em cada 20 pessoas (5%) com esporão de calcâneo tem a dor do pé. Porque o esporão não é a causa da fascite plantar, a dor pode ser tratada sem necessidade de remover o esporão (osteófito).

esporao

Esporão de calcâneo

Sintomas

Os sintomas mais comuns da fascite plantar incluem:

  • Dor na parte inferior do pé próximo do calcanhar.
  • Dor aos primeiros passos depois de sair da cama de manhã, ou depois de um longo período de descanso, como depois de uma longa viagem de carro.
  • A dor desaparece após alguns minutos de caminhada.Maior dor após (não durante) o exercício ou atividade.

Tratamento

O tratamento pode ser feito através da terapia por ondas de choque extracorpórea: Durante este procedimento, ondas sônicas de alta energia estimulam o processo de cicatrização do tecido danificado. É um procedimento não-invasivo, que não requer uma incisão cirúrgica. Por causa do risco mínimo envolvido, a terapia por ondas de choque é por vezes uma opção antes da cirurgia ser considerada.

Fascite Plantar e Esporão de Calcâneo

Dr. Paulo Rockett realizando o tratamento da Fascíte Plantar com as ondas de choque. Fonte: Arquivo Pessoal.

 

 

« Voltar